Eaton contrata solução mista em TI e BPO da Macdata Tecnologia para a gestão jurídica no Brasil

A Macdata Tecnologia e a Eaton, empresa global que fornece componentes e sistemas elétricos, hidráulicos, automotivos, aeronáuticos e de filtração, assinaram contrato de fornecimento de tecnologia e serviços para a área jurídica.

A Macdata fornecerá o software Intersap – Gestor Jurídico, no modelo Saas – Software as a Service, e o BPO Procálculo que, em conjunto, atenderão as áreas de gestão de processos jurídicos, provisionamentos financeiros e controle de riscos.

O modelo contratado permitirá a integração de filiais, departamentos e terceirizados, promovendo a troca de informações em tempo real com a participação efetiva da Procálculo, divisão da Macdata Tecnologia especializada em cálculos judiciais.

ANTONIO CARLOS MACEDO - DIRETOR MACDATA

Diretor da Macdata

De acordo com o presidente da empresa, Antonio Carlos Macedo, a implantação da solução terá início imediato, o que garantirá a conclusão de todos os ajustes e a produção de resultados ainda no primeiro semestre de 2013.

Sobre a Macdata: Fundada em 1988, a Macdata possui mais de 10 mil clientes, conquistados por meio de sua atuação nacional com o desenvolvimento de soluções ligadas a tecnologia jurídica e serviços especializados.

Informações para a imprensa:

Marina Novaes Macedo /  (11) 9952-0078
mahnovaes.macedo@gmail.com

Escritórios, empresas e advogados poderão armazenar processos na internet

3/9/2012
 
“Dropbox”, “Google Drive”, “SkyDrive”, “iCloud”, “Megaupload” e tantos outros serviços de armazenamento de dados na internet são cotidianos hoje em dia. Este tipo de tecnologia é o que se convencionou a chamar de computação de nuvem, em inglês “cloud computing”. O conceito, para quem mexe diretamente com estas ferramentas, não é nada novo, porém o armazenamento em nuvem tem se tornado pauta entre o mundo empresarial e jurídico.Armazenamento em nuvem é como chamamos a utilização da memória e da capacidade de guardar documentos de computadores compartilhados e ligados pela internet, uma vez armazenado na nuvem os arquivos podem ser acessados em qualquer lugar do planeta.

A maioria das pessoas utiliza a nuvem pública disponibilizada pelas versões gratuitas de diversos programas.

“Hoje no mundo das grandes empresas se vê com muita desconfiança a utilização do armazenamento em nuvem para documentos, principalmente quando falamos em arquivos da área jurídica”, afirma o arquiteto de soluções web Gustavo C. Lima. A maioria dos serviços apresentados para armazenamento em nuvem para as grandes empresas não garante a segurança e criptografia dos arquivos. Serviços mais baratos utilizam a chamada nuvem pública, o que exporia os clientes e a própria empresa a ataques.

“O escritório ou departamento jurídico que optar por este tipo de serviço precisa ter garantido a confidencialidade e confiabilidade para poder armazenar seus arquivos neste tipo de tecnologia. É preciso garantir por meio de contrato a criptografia e segurança física do armazenamento de dados”, completa Lima.
 
A mesma preocupação é apontada por Antonio Carlos Macedo, diretor da Macdata Tecnologia. “É importante garantir a segurança dos dados de nossos clientes, tanto que para entrar nesta área de armazenamento em nuvens o principal investimento foi em segurança, garantir a criptografia de todos os documentos armazenados em nossa nuvem e também na segurança dos nossos servidores físicos também”.
 
As nuvens públicas não garantem segurança necessária para empresas e escritórios de advocacia. “A nuvem privada é uma alternativa para os escritórios ou empresas, pois há versões diferentes de aplicativos para poder atender a clientes de pequeno, médio e grande porte. Também por que o custo não está mais no armazenamento e as cobranças de utilização de nuvens privadas podem ser feitas contabilizando quantos processos o cliente armazena na nuvem, ao invés de ser cobrada uma licença, podendo garantir custo-benefício para pequenos, médios e grandes clientes”, afirma Macedo.
 
Com essa saída da nuvem privada processos, sentenças e petições poderiam ser arquivados na internet, descentralizando assim a consulta dos arquivos. Os advogados e clientes poderiam acessar seus processos, senteças, etc de qualquer local, por conta dos documentos estarem guardados na internet. A segurança da informação também estaria assegurada no caso de um ambiente e uma aplicação criptografada, além de ajudar na economia de papel das empresas.
 
O diretor da Macdata Tecnologia também afirma que as empresas optantes por este tipo de armazenamento no Brasil ficaram bastante satisfeitas com o serviço.


Luka Franca
Última Instância

Software integrado a serviços promove eficiência na gestão de riscos jurídicos

O planejamento financeiro é um dos principais objetivos da gestão de riscos. Uma ação estratégica no ambiente corporativo, que atua por meio de provisões assertivas. Trata-se de uma atividade extremamente complexa que tem por finalidade a tradução de um processo jurídico em números confiáveis. O processo se inicia na apuração de valores, passa pela classificação de êxitos e, por fim, os valores são recalculados de acordo com as classificações atribuídas.

Para obter um resultado satisfatório com valores para provisionamentos, dentro de uma margem de segurança, os cálculos devem ser tratados como se estivessem na fase de liquidação de sentença. Na maioria das vezes, valores estimados produzem resultados falsos, induzindo a empresa a erros.

A gestão de riscos com provisionamentos corretos melhora sensivelmente a administração dos processos jurídicos em todas as fases, desde possíveis acordos até a liquidação de sentença. Além de refletir positivamente em diversos setores da empresa, principalmente nas áreas contábil e financeira, e nas empresas de capital aberto na relação com seus investidores.

A Macdata Tecnologia, empresa especializada em processos de gestão e cálculos na área jurídica, disponibiliza uma solução com software integrado a serviços, que possibilita atender a área de gestão de riscos jurídicos com eficiência.

Veja o modo de operação abaixo para entender o processo:

1. O cliente cadastra o processo e a imagem da petição inicial ou decisão;
2. A Macdata, com base na análise dos documentos disponibilizados, solicita ao cliente os dados necessários à execução dos cálculos;
3. Os cálculos são efetuados e os valores disponibilizados para atribuição de risco;
4. O advogado responsável atribui o risco por título em valor ou percentual;
5. O processo é liberado para provisionamento.
Toda a operação é executada on-line, via web, o que elimina atrasos e outros problemas inerentes aos meios convencionais, já que o trânsito de informações e documentos é inteiramente digital.

O sistema apoia-se no módulo de gestão de riscos do software Intersap e ao BPO Procalculo de serviços especializados em cálculos judiciais. Permite a integração com o RH e outros departamentos envolvidos, inclusive escritórios contratados pelo cliente, garantindo eficácia, uma vez que as ações e prazos são controlados pelo software.

O cliente tem a disposição uma diversidade de filtros e relatórios utilizados para gestão, podendo exportar informações para serem consumidas por outros softwares utilizados.

A Macdata Tecnologia atua na área de cálculos judiciais e gestão jurídica há 25 anos. Foi responsável pelo levantamento de passivo e liquidação de processos em diversas empresas, destacando-se entre elas a Petrobras, Eaton do Brasil, Banco BMC, Votorantim Papel e Celulose, dentre outras.

Procálculo

Os escritórios jurídicos estão cada vez mais vulneráveis a ações destrutivas.

Atualmente, todos os escritórios precisam proteger seu patrimônio digital com a mesma atenção dispensada a seu patrimônio físico de forma eficiente e segura.

Um dos itens principais ao gerenciar uma empresa é garantir a segurança de suas informações e documentos. É importante considerar que algum incidente, como um ataque de “hackers”, roubo, incêndio ou até mesmo um desabamento do prédio onde seu escritório se localiza pode vir a ocorrer um dia.

O Escritório Cardoso e Macedo Advogados Associados passou por uma situação como esta. No início de fevereiro, seu edifício desabou parcialmente em São Bernardo do Campo. Mas, apesar disso, a Dra. Eliana Borges Cardoso enviou uma carta no dia 9 aos seus clientes, em que forneceu esclarecimentos sobre o fato e informou que não perdeu nenhum dado da gestão de seus processos jurídicos graças ao armazenamento do Software Intersap.

Esse sistema, administrado pela Macdata Tecnologia Jurídica, possui o Gerenciamento Eletrônico de Documentos – GED, garantindo a segurança dos documentos, uma vez que os mesmos são digitalizados e armazenados em um Data Center de alta disponibilidade e segurança em parceria com a Uol Host.

Hoje, ela está trabalhando para remontar seu escritório, mas sem deixar de dar andamento em seus processos, cumprir prazos e tomar providências. “Isso, graças ao fato de não termos perdido nossos dados hospedados em servidor externo, que efetivamente está nos servindo neste momento tão difícil das nossas vidas”, comentou a advogada.

Melhor prevenir do que remediar! Com o exemplo deste escritório de advocacia é possível perceber que a utilização do software permite o andamento dos processos, independente de quaisquer imprevistos que possam vir a acontecer um dia.

Portanto, a adoção de tecnologia de ponta é mais do que solução, é uma questão de prevenção.

“Cada vez mais o segmento judiciário está buscando soluções que tornem mais prática e dinâmica a atuação dos profissionais da área nos diversos momentos de consulta e estudo dos processos judiciais”, explica Antonio Carlos Macedo, presidente da Macdata.

Sobre a Macdata: Fundada em 1988, a Macdata possui 10 mil clientes, conquistados por meio de sua atuação nacional com o desenvolvimento de soluções ligadas a tecnologia jurídica e a prestação de serviços complementares.

Informações para a imprensa:
Marina Novaes Macedo / (11) 9952-0078
mahnovaes.macedo@gmail.com

Macdata completa 21 anos e traça crescimento de 20% para 2010

Com mais de 10 mil clientes, empresa é desenvolvedora de soluções tecnológicas para as áreas jurídica, comercial, de comunicação e consultoria.

Com posicionamento pioneiro no mercado de Tecnologia da Informação, a Macdata completa 21 anos e se consolida como desenvolvedora de soluções voltadas para os segmentos jurídico, comercial, de comunicação e consultoria. “Estamos preparados para atender a demanda aquecida do mercado e, com isso, esperamos expandir os negócios em 20% em 2010”, comenta Antonio Carlos Macedo, presidente da Macdata. A empresa conta com uma equipe de 50 colaboradores e soma mais de 10 mil clientes em todo o país.

Com investimento em tecnologia de ponta, a Macdata acaba de lançar o MacDigi, solução voltada à gestão de documentos em geral e processos jurídicos, por meio de digitalização, indexação personalizada, acesso remoto, e redução de espaços físicos e virtuais dedicados à armazenagem das informações.

Outro produto desenvolvido pela empresa é o CERTUS, sistema de cálculos judiciais desenvolvido para efetuar avaliações contábeis em processos da área cível, que possibilita a apuração precisa de documentos.

Para 2010, a Macdata prevê o lançamento da nova versão do Intersap Web, sistema que permite a disponibilização de dados e ações ligadas ao segmento jurídico, interligando unidades e companhias terceirizadas por meio de acesso via web, número ilimitado de usuários, controle de prazos e audiências, análise de risco e provisionamento de valores, organização completa da área jurídica e hospedagem de banco de dados em data center de alta segurança.

Na área comercial, a empresa desenvolve softwares para serviços de informações comerciais de apoio às empresas, além da administração completa de lojas virtuais. No segmento de comunicação, oferece sistema para controle da comunicação interna e externa da companhia. E em consultoria presta serviços de perícia contábil, financeira, trabalhista e criminal.

Além dos diversos setores em que atua, a Macdata inclui em suas atividades a responsabilidade social. A empresa apoia iniciativas comunitárias de parceiros como a Associação Brasileira de Empresas de Software e a Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente.