Novidades no Intersap Web incluem senhas mais seguras e agenda na home

Programa para gestão de processos da Macdata ganha em abrangência e no  controle dos dados armazenados

A Macdata acaba de incorporar novos recursos ao Intersap Web, software de gestão jurídica e administrativa consagrado no mercado. São eles:

 – Mais campos de dados básicos (unidade, área, departamento e centro de custo) para filtro na tela de pesquisa;

– Foto no cadastro de pessoas;

– Opções para uso de senhas mais seguras (letras maiúsculas, minúsculas, números, validade e tamanho mínimo);

– Agenda de compromissos, que agora passa a ser exibida na home do sistema, possibilitando a visualização no modo pauta ou calendário, e exportação dos compromissos para o Outlook.

“Essas novas melhorias resultam das demandas de nossos clientes e de nosso constante trabalho de aprimoramento técnico”, afirma Antonio Carlos Alvim de Macedo, diretor da Macdata. As atualizações são automáticas e os usuários, caso necessitem, podem receber informações sobre as a alterações por meio do recurso Change Log.

O Intersap Web é um programa de aplicação modular, criado para solucionar etapas isoladas de um processo administrativo/jurídico ou ser empregado na gestão completa. Sua arquitetura, com storage construído por meio de algoritmos eficientes, permite navegação leve e intercâmbio com os softwares de gestão mais utilizados nas empresas. Possui qualidades idealizadas para garantir ganhos de produtividade, sobretudo em gestão de processos jurídicos, contratos, riscos, finanças e digitalização de documentos.

A redundância na conectividade, backups diários e servidores dedicados são fatores que aumentam a segurança das informações armazenadas no sistema e sua ampla acessibilidade. Todas as bases de dados são disponibilizadas até mesmo por meio de computadores pessoais, onde quer que os usuários se encontrem e exista conexão de Internet.

Os novos recursos também estão disponíveis no Intersap Office, versão para pequenos escritórios de advocacia do programa Intersap Web lançada em dezembro. O software de gestão jurídica e administrativa da Macdata é fornecido no modelo SaaS – Software as a Service – em Data Center. A precificação do serviço depende do número de processos a ser gerenciado, com cobrança proporcional ao uso.

BannerUltimaInstancia_SuperBanner_IntersapWeb

BannerUltimaInstancia_SuperBanner_MacPJe

Entre em contato com a MACDATA Tecnologia (11) 4702-7323

Intersap RH oferece a mais completa solução integrada para gestão de pessoal

Novo software leva o DNA da Macdata ao controle das informações sobre colaboradores

“Podem tirar de mim as minhas fábricas, queimar meus prédios, mas se me derem o meu pessoal, construirei outra vez todos os meus negócios.” – Henry Ford

“Só se consegue gerenciar aquilo que se mede. E, sem gerenciamento, não há expansão sustentável.” – Peter Drucker

Intersap_RHOs recursos humanos são o bem mais precioso numa empresa, conforme atesta Ford, um dos maiores empresários de todos os tempos. Cuidar dos colaboradores, portanto, é preservar uma riqueza e multiplicá-la graças à ilimitada capacidade oferecida pelos profissionais envolvidos em qualquer negócio. Mas é mandatório que esse patrimônio seja controlado, pois, sem controle, não se consegue gerenciar e, sem gerenciamento, não há progresso, ensina Drucker, pai da moderna administração.

Reunindo esses dois conceitos, a Macdata Tecnologia acaba de lançar o Intersap RH, software de gestão que incorpora 25 anos de know-how nas áreas jurídica e administrativa ao universo dos Recursos Humanos.

Com a gestão documental oferecida pelo Intersap RH, o departamento de Recursos Humanos da empresa pode usufruir de uma solução completa que engloba desde a coleta dos documentos até a disponibilização das imagens e guarda física, permitindo a recuperação online dos prontuários relativos ao quadro de colaboradores de forma rápida e segura. É de responsabilidade da empresa a guarda permanente de toda a documentação de seus colaboradores, desde a contratação até o desligamento, sendo necessário manusear e atualizar essa documentação com frequência. Além da manutenção implicar num ônus em cópias, papéis, pastas, arquivos, espaço físico e mão-de-obra, a falta de um documento pode ocasionar perdas financeiras diante de eventual ação judicial.

Veja as principais características do Intersap RH:

Segurança – configurável para diversos usuários com atribuições específicas e níveis de acesso diferenciados com restrições de locais (IPs) e dias da semana; acesso seguro (certificado SSL); proteção e sigilo de dados com estrutura de servidores localizados no Brasil, em parceria com a Amazon.

Temporalidade – controle de vencimento dos diferentes tipos de documentos, com geração automática de tarefas integradas com agendas de compromissos para alerta de prazos.

Integridade – aviso automático pelo sistema de documentos faltantes e vencidos, baseado em uma lista de documentos para cada tipo de contrato (CLT, autônomo, PJ e estagiário).

Preservação – documentos originais armazenados em local seguro.

Versatilidade – aplicável a diferentes formatos de contratação, como CLT, autônomo, PJ e estagiário.

Praticidade – 100% Web; campos para inclusão de comentários; envio de documentos eletrônicos; aviso de tarefas por e-mail; geração de relatórios; chaves de pesquisa.

Opções de contratação

A Macdata oferece um pacote de serviços completo: coleta, digitalização, guarda física e software de gestão. O Intersap RH também pode ser adquirido apenas como software de gestão.

Para maiores informações, entre em contato com a equipe Comercial da Macdata.

TEL.: (11) 4702-7323, e-mail: comercial@macdata.com.br

Evento em SP reúne nata dos profissionais que atuam em compliance

Macdata patrocinou o Compliance Day, apresentando seus softwares de apoio à atividade

O Hotel Golden Tulip Belas Artes foi palco na quinta-feira, 29 de agosto, do seminário de mais alto nível já realizado no Brasil sobre o compliance (conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares) – o Compliance Day. Promovido pela revista LEC (Legal, Ethics, Compliance), o evento teve o patrocínio da Macdata, que desenvolve uma linha de softwares e sistemas úteis aos profissionais que atuam com compliance no mundo corporativo e escritórios de advocacia. A Macdata aproveitou o evento para aplicar pesquisa com temas relacionados aos participantes (veja os resultados na matéria a seguir) e sorteou um tablet da Samsung.

Natasha (com o microfone), Natália e Cunha: compliance nas grande corporações

Natasha (com o microfone), Natália e Cunha: compliance nas grandes corporações

Num dos painéis mais concorridos, os palestrantes abordaram as melhores práticas das multinacionais sobre compliance e como as legislações anticorrupção internacionais (FCPA, UK Bribery Act e outras) influenciaram a Lei 12846/2013 e servirão de referência para a estruturação e adaptação desse tipo de programa nas empresas brasileiras. Apresentaram seus cases Natasha Trifun (Pfizer), Natália Zanholo de Oliveira (Monsanto) e Rodrigo de Sousa Lima Cunha (Ambev). O programa de compliance da Pfizer é um dos mais emblemáticos. O departamento de compliance do laboratório multinacional trabalha de forma totalmente independente. Conta com representantes nas diversas subsidiárias da empresa, inclusive no Brasil, mas eles respondem diretamente ao CEO em Nova York.

“Nosso manual de compliance tem cem páginas. Somado ao treinamento, ele ajuda a manter a empresa dentro das normas estabelecidas”, explicou Natasha. Mas as verdadeiras vedetes no compliance da Pfizer são os “compliance champions”, funcionários multiplicadores desses regulamentos recrutados nos diversos departamentos da empresa. A equipe de compliance da Pfizer conta com uma divisão de negócios, outra ligada a aquisições e uma terceira voltada a realizar investigações sobre desvios de conduta. Muito embora colabore com o departamento jurídico e auditoria, o compliance da multinacional atua com autonomia. Um dos pontos nevrálgicos do laboratório é seu relacionamento com médicos. Há uma grande polêmica envolvendo esses profissionais de saúde, pois muitos têm vínculos com o SUS e podem ser considerados funcionários públicos, o que exige tratamento diferenciado de acordo com a legislação brasileira.

Pesquisas

Segundo pesquisas apresentadas no evento, apenas 13% das irregularidades em empresas são identificadas por auditorias. A maior parte dos desvios vem à tona graças a denúncias, muitas vezes de dentro da própria empresa. Daí a importância de se estabelecer canais como ouvidorias e sistema eletrônico para recebimento de informações. Também ministraram palestras os procuradores Ricardo Andreucci (MP-SP) e Rodrigo de Grandis (MP Federal), além de Antonio Juan Ferreiro Cunha, do Banco Central. Na coordenação, a advogada Alessandra Gonsales, sócia no escritório WFARIA Advocacia. Alessandra é professora de Pós-Graduação da UFRJ e sócia fundadora da revista LEC.

Departamentos jurídicos estão mais integrados nas empresas, avalia Almiro Reis

Presidente da ABRH-SP foi um dos protagonistas do CONARH 2013, que teve como tema “Reinventar a Gestão: Uma Construção Coletiva”

Almiro Reis: jurídico está mais colaborativo nas empresas

Almiro Reis: jurídico está mais colaborativo nas empresas

Os setores jurídicos das grandes e médias empresas passam por transformação, caminhando firmes rumo a uma maior integração com as demais áreas corporativas. Essa é a avaliação do presidente da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) em São Paulo, feita à Macdata News durante a realização do CONARH 2013, 39º Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas, realizado no hotel Transamérica, na capital paulista, entre 19 a 22 de agosto. “Os departamentos jurídicos das empresas e seus integrantes, notadamente advogados, estão mais parceiros, mais participantes na dinâmica nas empresas brasileiras”, analisa Almiro Reis. Segundo o dirigente, os advogados têm auxiliado as empresas a adotar “políticas preventivas em relação a conflitos trabalhistas”, por exemplo, atuando em conjunto com os RHs.

Para Reis, o CONARH 2013 foi um sucesso absoluto, com a participação de cerca de 25 mil profissionais nos painéis e feira. “Só não trouxemos mais gente porque, este ano, as empresas ligadas ao Estado tiveram adesão abaixo do esperado.” Presidente da Franquility Consultoria, Reis identifica como os maiores desafios dos RHs brasileiros hoje a atração retenção de talentos. “Estamos perto do pleno emprego, com 5% de desocupados, e o custo da mão-de obra vem crescendo no Brasil. Com isso, a produtividade das empresas cai.” Uma das soluções diante desse impasse seria capacitar cada vez mais o trabalhador, acredita Reis, e, em alguns casos, até importar profissionais de outros países. “Tudo depende, claro, da forma como for feita essa importação. Não cito como bom exemplo o programa governamental Mais Médicos, pois creio que o problema maior aqui seja o de deficiência de infraestrutura na área de Saúde, e não a escassez de profissionais.”

Terceirização

Sobre o projeto de lei que trata da terceirização da mão-de-obra, atualmente em trâmite no Congresso, o presidente da ABRH-SP posiciona-se favoravelmente. “É preciso dar maior flexibilidade às empresas. Se por um lado poderá haver perda de direitos, por outro serão criadas mais vagas.” O projeto nº 4302/98 tem maiores chances de ser promulgado nessa esfera, pois existem outros no Legislativo. As centrais sindicais são contrárias a essa proposta, defendendo que o tomador de serviços deva ter sua responsabilidade aumentada com relação aos direitos dos empregados terceirizados. “Terceirização é um benefício de longo prazo para o mercado de trabalho em geral”, julga Reis.

Dentro do tema “Reinventar a Gestão: Uma Construção Coletiva”, escolhido pelo CONARH 2013 este ano, o especialista em recursos humanos destacou para a MN. “Quem não utiliza um bom software em RH, hoje, está perdido. Não há dúvida de que a informatização total é absolutamente necessária.” Segundo informe institucional dos organizadores do evento, a ABRH-Nacional, “o mundo está vivendo um momento de transformação e os modelos de gestão não têm se atualizado na mesma velocidade. É de extrema importância a criação de novos modelos para que as pessoas desejem estar nas organizações e que se sintam cada vez mais realizadas e felizes no seu ambiente de trabalho.”

Modular, compatível e sempre atual, Intersap Web promove upgrade no universo Jurídico

Software da Macdata pode ser acoplado aos mais avançados sistemas de gestão

Laios Miranda, Gerente de TI da Macdata.

Laios Miranda, Gerente de TI da Macdata.

Softwares de gestão para a advocacia e setores jurídicos das empresas não são novidade. Na hora de escolher, entretanto, cabe levar em conta a tradição, aceitação e recursos disponíveis, especialmente o de receber atualizações capazes de mantê-lo eficaz a qualquer tempo e em todas as circunstâncias. Produzido nos laboratórios da Macdata, empresa com 25 anos de atuação na área, o Intersap Web hoje é responsável pelo upgrade de grandes, médios e pequenos escritórios de advocacia, além de departamentos jurídicos no âmbito corporativo. “Temos hoje clientes de todos os portes que migraram de softwares com instalação em servidores próprios para o moderno e ágil Intersap Web”, explica Laios Miranda, Gerente de TI da Macdata.

Trata-se de programa de aplicação modular criado para solucionar etapas isoladas de um processo administrativo/jurídico ou ser empregado na gestão completa. Sua arquitetura, com storage construído por meio de algoritmos eficientes, permite navegação leve e intercâmbio com os softwares de gestão mais utilizados nas empresas. Possui qualidades idealizadas para garantir ganhos de produtividade, sobretudo em gestão de processos jurídicos, contratos, riscos, finanças e digitalização de documentos.

O Intersap Web é fornecido pela Macdata no modelo SaaS – Software as a Service – em Data Center. Segundo Laios, a precificação do serviço depende do número de processos a ser gerenciado. “Isso significa que o Intersap Web é uma solução que atende às necessidades de usuários de todos os portes, com cobrança proporcional ao uso.” Outra característica atraente do programa, carro-chefe da Macdata, é o controle de acesso, que pode ser estabelecido por IP, usuário, horários e outros. O próprio Intersap Web emite relatórios, garantindo supervisão sobre toda a atividade relacionada aos documentos.

As atualizações são automáticas e os usuários, caso necessitem, podem receber informações sobre as a alterações por meio do recurso change log. O Intersap Web foi desenvolvido com tecnologia Microsoft, plataforma DotNet com interface em Silverlight e banco de dados MS-SQL. Para o gerente de TI da Macdata, a redundância na conectividade, backups diários e servidores dedicados são fatores que aumentam a segurança das informações armazenadas no sistema e sua ampla acessibilidade. “Toda a base de dados é disponibilizada até mesmo por meio de computadores pessoais, onde quer que os usuários se encontrem e exista conexão de Internet.”

Macdata facilita acesso dos jornalistas a seus produtos e serviços

Macdata ganha agilidade no atendimento à mídia

– A boa notícia é que ficou ainda mais fácil e rápido para jornalistas o acesso aos sistemas de cálculo judicial e de administração de documentos jurídico-administrativos da empresa líder de mercado no setor, a Macdata.

– Desde junho, nova assessoria de imprensa passa a facilitar o encaminhamento de pautas sobre produtos (softwares) e serviços Macdata, oferecendo ainda o especialista Antonio Carlos Macedo como fonte de informação para garantir maior consistência a matérias e, ainda, como autor de artigos com temáticas afins.

A Macdata atua desde 1988 oferecendo ao mercado softwares e serviços sintonizados com os avanços tecnológicos e legislação. Na área jurídica, desenvolve soluções para a gestão de processos e cálculos judiciais. Também se dedica ao Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED). Instalada no Polo Industrial da Granja Viana, em Cotia-SP, conta com espaço para armazenagem de documentos em papel. Cuida de sua digitalização e indexação, garantindo o acesso online aos usuários. Dentre seus clientes figuram escritórios de advocacia e sindicatos, além de departamentos jurídicos e de TI das empresas. Inclui em sua carteira pequenos escritórios e grandes corporações – ao todo mais de dez mil clientes.

Em seu escopo de atividades, auxilia empresas de capital aberto ou fechado no compliance (conjunto de disciplinas que visa o cumprimento de normas legais e regulamentos). Dentre os programas Macdata, destaca-se o INTERSAP WEB, aplicação modular que soluciona uma etapa de processo administrativo ou seu conjunto. A aplicação permite a integração com outros softwares sem necessidade de substituição de ferramentas já utilizadas. É utilizado em gestão de processos jurídicos, administrativos e outras instâncias.

Já o CERTUS WEB executa cálculos judiciais e extrajudiciais online. Determina multas, taxas, honorários, juros de mora, compensatórios e remuneratórios. Adota mais de 40 índices atualizados automaticamente. Complementa a linha da Macdata o MacDigi, sistema exclusivo de administração de arquivos jurídicos por armazenamento e digitalização. Libera espaço físico, garantindo economia e proporcionando acesso via internet. Classifica toda documentação, mesmo nos mais extensos processos e arquivos.

Antonio Carlos Alvim de Macedo – diretor-presidente da Macdata, participou de levantamentos de passivos e de geração de processos e softwares de controle em empresas como Petrobras, Votorantim e Mahle.

Contato com a imprensa:

Minirios Comunicação / Luis Sérgio – 11 98208 6103 ou 11 2367 9992

www.macdata.com.br

De olho no Jurídico

Por Antonio Carlos Alvim de Macedo

As regras aplicadas na atividade jurídica nem sempre são eficazes, porque geralmente são baseadas em instruções internas construídas sob uma política simplista em que não são observados possíveis pontos de desvio, principalmente na área trabalhista.

Macedo, diretor presidente da Macdata

Macedo, diretor presidente da Macdata

As demandas judiciais podem gerar resultados imprevisíveis e de alto custo para as empresas caso os procedimentos fundamentais para evitar perdas voluntárias e involuntárias não sejam observados.

Não basta contratar escritórios jurídicos reconhecidamente competentes para evitar prejuízos nas demandas judiciais. Além da defesa dos interesses da empresa no âmbito judicial é necessário estabelecer normas regulamentares para a atividade visando evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer.

Para detectar possíveis problemas, sugerimos focar nos pontos abaixo:

1. Provisionamentos

Verificar o comportamento financeiro perante as ações judiciais, sempre lembrando que provisionamentos altos demais geram alocação excessiva de capital, sendo que o inverso interfere negativamente no fluxo de caixa.

2. Custos com perícias

Quando a empresa não apresenta cálculos confiáveis nas liquidações de sentenças, inevitavelmente a perícia judicial será determinada pelo Juiz.

3. Acordos

Na justiça trabalhista não se pode considerar todos os pedidos formulados pelo reclamante como valor de negociação. Em muitos casos o reclamante postula direitos inexistentes somente com a intenção de valorar o processo.

4. Custos de manutenção

Geralmente em um universo de demandas trabalhistas existe uma quantidade considerável de ações denominadas “negativas”, onde se gasta mais para mantê-las do que para liquidá-las.

5. Controle sobre os pagamentos

Processos geram custos diversos, portanto, é necessário controlar não somente os depósitos recursais, mas também as despesas gerais incluindo os custos com cálculos e assistências periciais.

A prática da boa governança corporativa deve ser efetuada em prol dos acionistas, investidores e da própria empresa. No entanto, na área jurídica ainda existe certa resistência na implantação de processos e controles, o que resulta em um isolamento à semelhança de uma “caixa preta”.

Existem fatores que contribuem para impedir a implantação de processos específicos ou gerar inconsistências que impedem o perfeito monitoramento da área. Podemos citar, dentre eles, a natureza protecionista da Justiça do Trabalho que induz os trabalhadores a formularem pleitos indevidos, uma vez que não são aplicadas sanções para coibir tal prática.

Quando existem vários pedidos é necessário apurar os valores correspondentes e classificá-los isoladamente, portanto, uma ação trabalhista pode apresentar valores em diversas classificações de risco.

Também não se pode esquecer o reflexo entre os pedidos formulados que, dependendo da classificação, pode afetar o resultado de forma significativa. Simulando uma ação trabalhista que pleiteie equiparação salarial e horas extras onde a área jurídica atribua um risco de perda provável estimado em 30% no primeiro pedido é importante que os demais sejam calculados levando em consideração a primeira atribuição e assim por diante, sempre que o risco seja modificado.

É imprescindível que na negociação de acordos a empresa se posicione dentro de sua margem de perda real, mas, na prática, geralmente, isto não acontece.

Para que se apurem valores confiáveis é necessário integrar os sistemas de folha de pagamento e ponto eletrônico ao sistema de cálculo, senão, por mais que se adotem critérios de apuração o resultado será ilusório, comprometendo todo o processo de classificação de risco e o consequente provisionamento.

Por conta de o processo envolver diversos agentes, internos e externos, é de suma importância que o controle seja efetuado de forma digital, online. Desta forma obtém-se interação em tempo real fazendo que os resultados transitem dentro dos prazos necessários.

O domínio financeiro deve ser de exclusiva competência da empresa. Esta responsabilidade não deve ser transferida aos escritórios jurídicos, que se restringem à função de classificar os riscos de perda aos títulos já calculados.

Muitas empresas delegam todas as etapas do processo jurídico a um escritório terceirizado. Mas essa opção não leva em consideração o grau de complexidade e envolvimento de áreas especializadas, principalmente, a financeira.

Além da necessidade de estabelecer valores confiáveis dentro de critérios de classificação de riscos para as demandas judiciais, é preciso analisar os custos de manutenção do contencioso.

A forma de contratação de serviços jurídicos é muito importante para estabelecer um compromisso com resultados. O pagamento mensal de honorários pelo tempo em que tramitar o processo deve ser evitado, porque esta prática inibe o interesse do parceiro no saneamento do passivo jurídico. O ideal é efetuar a contratação por etapas processuais, não se esquecendo de estabelecer um adicional por êxito no fechamento de acordos abaixo da margem fornecida pela empresa.

Outro assunto que merece destaque diz respeito às ações contra terceirizados, em que a empresa figura como ré por responsabilidade solidária ou subsidiária. Estas ações tem a defesa, por parte da empresa, limitada a se eximir da responsabilidade pleiteada e que, geralmente, exige menos trabalho que um processo direto. Portanto, é importante diferenciar estas ações no ato da contratação.

Os valores em disputa nas contendas judiciais são expressivos e devem ser controlados dentro de processos confiáveis que envolvam todas as áreas interessadas. Portanto, é de suma importância checar e conferir os processos e normas relacionadas ao jurídico.

Antonio Carlos Alvim de Macedo é diretor presidente da empresa Macdata Tecnologia, participou de levantamentos de passivos e de geração de processos e softwares de controle em empresas corporativas como a Petrobras, Votorantim e Mahle.

Sobre a Macdata: Fundada em 1988, a Macdata possui mais de 10 mil clientes, conquistados por meio de sua atuação nacional com o desenvolvimento de soluções ligadas a tecnologia jurídica e a prestação de serviços complementares.

Informações para a imprensa:
Marina Novaes Macedo / (11) 99952-0078
mahnovaes.macedo@gmail.com

Eaton contrata solução mista em TI e BPO da Macdata Tecnologia para a gestão jurídica no Brasil

A Macdata Tecnologia e a Eaton, empresa global que fornece componentes e sistemas elétricos, hidráulicos, automotivos, aeronáuticos e de filtração, assinaram contrato de fornecimento de tecnologia e serviços para a área jurídica.

A Macdata fornecerá o software Intersap – Gestor Jurídico, no modelo Saas – Software as a Service, e o BPO Procálculo que, em conjunto, atenderão as áreas de gestão de processos jurídicos, provisionamentos financeiros e controle de riscos.

O modelo contratado permitirá a integração de filiais, departamentos e terceirizados, promovendo a troca de informações em tempo real com a participação efetiva da Procálculo, divisão da Macdata Tecnologia especializada em cálculos judiciais.

ANTONIO CARLOS MACEDO - DIRETOR MACDATA

Diretor da Macdata

De acordo com o presidente da empresa, Antonio Carlos Macedo, a implantação da solução terá início imediato, o que garantirá a conclusão de todos os ajustes e a produção de resultados ainda no primeiro semestre de 2013.

Sobre a Macdata: Fundada em 1988, a Macdata possui mais de 10 mil clientes, conquistados por meio de sua atuação nacional com o desenvolvimento de soluções ligadas a tecnologia jurídica e serviços especializados.

Informações para a imprensa:

Marina Novaes Macedo /  (11) 9952-0078
mahnovaes.macedo@gmail.com

Escritórios, empresas e advogados poderão armazenar processos na internet

3/9/2012
 
“Dropbox”, “Google Drive”, “SkyDrive”, “iCloud”, “Megaupload” e tantos outros serviços de armazenamento de dados na internet são cotidianos hoje em dia. Este tipo de tecnologia é o que se convencionou a chamar de computação de nuvem, em inglês “cloud computing”. O conceito, para quem mexe diretamente com estas ferramentas, não é nada novo, porém o armazenamento em nuvem tem se tornado pauta entre o mundo empresarial e jurídico.Armazenamento em nuvem é como chamamos a utilização da memória e da capacidade de guardar documentos de computadores compartilhados e ligados pela internet, uma vez armazenado na nuvem os arquivos podem ser acessados em qualquer lugar do planeta.

A maioria das pessoas utiliza a nuvem pública disponibilizada pelas versões gratuitas de diversos programas.

“Hoje no mundo das grandes empresas se vê com muita desconfiança a utilização do armazenamento em nuvem para documentos, principalmente quando falamos em arquivos da área jurídica”, afirma o arquiteto de soluções web Gustavo C. Lima. A maioria dos serviços apresentados para armazenamento em nuvem para as grandes empresas não garante a segurança e criptografia dos arquivos. Serviços mais baratos utilizam a chamada nuvem pública, o que exporia os clientes e a própria empresa a ataques.

“O escritório ou departamento jurídico que optar por este tipo de serviço precisa ter garantido a confidencialidade e confiabilidade para poder armazenar seus arquivos neste tipo de tecnologia. É preciso garantir por meio de contrato a criptografia e segurança física do armazenamento de dados”, completa Lima.
 
A mesma preocupação é apontada por Antonio Carlos Macedo, diretor da Macdata Tecnologia. “É importante garantir a segurança dos dados de nossos clientes, tanto que para entrar nesta área de armazenamento em nuvens o principal investimento foi em segurança, garantir a criptografia de todos os documentos armazenados em nossa nuvem e também na segurança dos nossos servidores físicos também”.
 
As nuvens públicas não garantem segurança necessária para empresas e escritórios de advocacia. “A nuvem privada é uma alternativa para os escritórios ou empresas, pois há versões diferentes de aplicativos para poder atender a clientes de pequeno, médio e grande porte. Também por que o custo não está mais no armazenamento e as cobranças de utilização de nuvens privadas podem ser feitas contabilizando quantos processos o cliente armazena na nuvem, ao invés de ser cobrada uma licença, podendo garantir custo-benefício para pequenos, médios e grandes clientes”, afirma Macedo.
 
Com essa saída da nuvem privada processos, sentenças e petições poderiam ser arquivados na internet, descentralizando assim a consulta dos arquivos. Os advogados e clientes poderiam acessar seus processos, senteças, etc de qualquer local, por conta dos documentos estarem guardados na internet. A segurança da informação também estaria assegurada no caso de um ambiente e uma aplicação criptografada, além de ajudar na economia de papel das empresas.
 
O diretor da Macdata Tecnologia também afirma que as empresas optantes por este tipo de armazenamento no Brasil ficaram bastante satisfeitas com o serviço.


Luka Franca
Última Instância

Macdata disponibiliza três soluções tecnológicas para a área jurídica

Empresa inova ao colocar no mercado produtos essenciais para otimizar a gestão de documentos em escritórios de advocacia, fóruns e empresas.

Com um posicionamento pioneiro e inovador, a Macdata, especializada no desenvolvimento de sistemas corporativos, apresenta ao mercado três soluções tecnológicas que visam otimizar a rotina dos escritórios de advocacia, fóruns e do departamento jurídico das empresas.

A primeira delas é o MacDigi, idealizado para administrar todas as etapas que envolvem a gestão de arquivos, desde a digitalização de documentos ao seu armazenamento virtual. Esse sistema consiste em classificar e indexar os documentos de acordo com sua especificação. Assim, é gerado um número através de código de barras, que é lido, datado e registrado para organizar e facilitar a localização do arquivo. Dessa forma, por exemplo, os escritórios de advocacia otimizam seu espaço físico e também virtual, já que todo o material digitalizado é hospedado em servidores dedicados, com alto nível de segurança, suportados pela Macdata.

A sistematização desses processos gera outros benefícios e vantagens para as empresas e profissionais da área jurídica como a possibilidade de inserção de anotações nas páginas, ou seja, eliminam-se papeis e anexos, além da praticidade e facilidade de consulta e atualização dos comentários registrados. A localização do documento torna-se fácil e rápida, podendo ser reclassificada pelo próprio usuário, pois o sistema respeita datas cronológicas, nomenclatura tradicional dos atos jurídicos, bem como o andamento de processos. “Nosso principal objetivo é disponibilizar uma solução que dê dinamismo às operações, com relevante relação custo-benefício e que impulsione o desempenho das atividades dos clientes”, explica Antonio Carlos Macedo, presidente da Macdata.

Já o Certus é um sistema que oferece agilidade, exatidão e segurança na apuração de cálculos judiciais e extrajudiciais em processos da área cível. Além de efetuar análises contábeis, a ferramenta auxilia na contestação de valores dentro de um processo, conta ainda com uma gama enorme de aplicações como as regras do novo Código Civil, mais de 40 índices econômicos atualizados automaticamente, entre outras funcionalidades.

Na prática, o Certus realiza cálculos que englobam juros de mora, juros remuneratórios, juros compensatórios (aplicação simples ou composta), correção monetária (aplicação mensal ou pró-rata), multas, honorários de advogados e taxas judiciárias. “O mercado de softwares para a área jurídica tem potencial de crescimento de 30% para todo país em 2010, uma vez que a tecnologia está cada vez mais presente em diversas etapas desse segmento. Dentro de nossa estratégia de mercado, o Certus representará 8% de nosso faturamento no próximo ano”, comenta Macedo.

Outro produto é o MacView, solução customizada para organização e edição de imagens de processos judiciais, que possibilita a geração de apenas um único arquivo em PDF, até 90% mais leve que o formato original, com todas as páginas do processo judicial ordenadas para facilitar a consulta, o que também garante mais agilidade na hora de transpor documentos para o sistema e o envio por e-mail dos documentos. Somado a isso, é possível recortar, girar as imagens e, inclusive, inserir ou retirar barras e botões, o que torna o MacView ainda mais customizado às necessidades dos usuários.

“Cada vez mais o segmento judiciário está buscando soluções que tornem mais prática e dinâmica a atuação dos profissionais da área nos diversos momentos de consulta e estudo dos processos judiciais. Acreditamos que o MacView será uma ferramenta extremamente útil no dia a dia dos advogados”, conclui Macedo.

Sobre a Macdata – Fundada em 1988, a Macdata possui 10 mil clientes, conquistados por meio de sua atuação nacional com o desenvolvimento de soluções ligadas a informações comerciais, administração de lojas virtuais, controle de comunicação interna e externa, além de realizar serviços de consultoria nas áreas contábil, financeira, trabalhista e criminal.